Descubra a Renault

História

ImprimirEmail
Primeira fabrica Renault 1898

1898-1918

Louis Renault e seus irmãos fundaram a empresa em 1898. Rapidamente se destacaram na pista de corridas, ao conseguirem uma série de vitórias com as suas novas viaturas. As fábricas Renault adotaram técnicas de produção em massa em 1905 e o Taylorismo em 1913. Durante a 1ª Guerra Mundial, a empresa entregou camiões, ambulâncias, macas, carroçarias e o famoso tanque FT17 que teve um contributo decisivo para a vitória final.

primeiro logotipo Renault 1945

1919-1945

A Renault modernizou as suas premissas em 1929 com o início da primeira linha de montagem em Billancourt. A empresa tentou controlar os custos como forma de diluir os efeitos da crise económica mundial mas as condições sociais deterioraram-se. Louis considerou a 2ª Guerra Mundial um erro e cedeu perante as exigências das forças Alemãs. Como resultado, a Renault foi nacionalizada em 1945, tornando-se a RNUR – Régie Nationale des Usines Renault.

carro renault 4CV

1945-1975

Renault, agora uma empresa pública, modernizou a sua planta e construiu e comprou novas instalações para produção. Uma tentativa de conquistar o mercado Norte Americano falhou, contudo a Renault continuou o seu processo de internacionalização. O sucesso chegou com o 4CV, o primeiro “carro pequeno para todos”, e continuou com os modelos Renault 4 e Renault 5. A empresa mais tarde lançou o modelo de luxo Renault 16, o primeiro “voiture à vivre” (literalmente “carro para viver”). Ao mesmo tempo, a empresa continuou a obter resultados muito satisfatórios nas corridas de rally.

carro renault espace 1984

1975-1992

A Renault continuou a crescer até ao início dos anos 80. A renovação da gama acelerou-se com o lançamento de dois modelos de luxo: o Renault 25 e o Espace. Nesta altura, a marca fez história ao entrar na Fórmula 1. No entanto, com um contexto financeiro cada vez mais negativo deu-se a necessidade de iniciar uma política de corte de custos. Ao focar-se novamente no seu core, a Renault estava de volta em força no ano de 1987.

carro dacia logan 2000

1992-2005

Neste período a Renault considerou uma fusão com a Volvo, mas o projecto foi abandonado em 1993. A privatização da empresa em Julho de 1996 foi um marco importante. Aproveitando a recém conseguida liberdade, a Renault adquiriu uma participação na Nissan em 1999. Ao mesmo tempo continuou a inovar e renovou a sua gama apresentando desta vez modelos como o Mégane e o Laguna. O sucesso na Fórmula 1 foi tal que levou o nome da marca a um reconhecimento inigualável. A aliança Renault-Nissan consolidou-se e continuou a trabalhar arduamente aproveitando as sinergias. Com a aquisição da Samsung Motors e da Dacia, a Renault acelerou a sua expansão internacional. O lançamento do modelo Logan foi a estratégia escolhida para vingar nos mercados dos países emergentes.

carro electrico twizy 2011

2005-2013

Carlos Ghosn, o presidente da Nissan à data, sucedeu Louis Schweitzer na direcção da Renault. Implementou o Compromisso Renault 2009, que apontava para posicionar o grupo como o construtor automóvel mais lucrativo da Europa. Desde esse momento, o Logan tem sido um sucesso em mercados emergentes. Em 2008, a Renault continuou na perseguição do seu objectivo através de uma estratégia produto-ofensiva com o lançamento do Novo Mégane. Ao mesmo tempo, desenvolveu inúmeras iniciativas relacionadas com a temática do carro eléctrico, em parceria com a Better Place e com a empresa pública de electricidade EDF e apresentou ainda o protótipo Scénic com célula de combustível e o Z.E “Concept Car”. Em 2011 os primeiros veículos eléctricos foram lançados: o Kangoo Z.E e o Fluence Z.E seguidos do Twinzy. O ZOE foi o veículo elétrico lançado em 2013.

Clique para saber mais da História Renault